top of page
Buscar

Posso usar meu CPAP quando estiver gripado ou resfriado?




Se você estiver enfrentando um resfriado ou gripe enquanto utiliza o CPAP, surge a dúvida: continuar ou fazer uma pausa? Vamos explorar ambas as opções para o ajudar a tomar a melhor decisão para o seu caso.




O que devo fazer? Parar ou continuar a usar o CPAP?


O CPAP (Continuous Positive Airway Pressure) é um dispositivo médico frequentemente utilizado no tratamento da apneia do sono, uma condição em que a respiração é interrompida repetidamente durante o sono. No entanto, a decisão de usar o CPAP enquanto está gripado deve ser cuidadosamente avaliada, pois não há uma resposta única para essa pergunta. A escolha de continuar ou pausar o uso do CPAP durante um resfriado depende da pessoa e da gravidade dos sintomas.


Consulte seu médico: Antes de decidir continuar usando o CPAP enquanto estiver gripado, é essencial consultar seu médico. Eles podem oferecer orientações específicas com base na gravidade de sua condição e ajustar as configurações do CPAP, se necessário.


Quando pausar o uso do CPAP: Se estiver muito congestionado ou com febre, é aconselhável dar uma pausa no uso do CPAP, pois continuar pode piorar os sintomas em vez de melhorar. No entanto, se você utiliza o CPAP por apenas alguns dias e está enfrentando uma coriza simples ou congestionamento parcial, não é necessário interromper completamente o uso. Aguarde até que esses sintomas desapareçam, visto que isso pode ser comum nos primeiros dias de adaptação.


Riscos de usar o CPAP durante a gripe principalmente na COVID: A escolha de usar o CPAP durante uma doença semelhante à gripe geralmente depende da preferência pessoal. No entanto, alguns especialistas sugerem evitar o uso durante esse período, pois os vírus podem se espalhar através de gotículas de saliva expelidas pelas válvulas de exalação de muitos dispositivos. Além disso, muitas máquinas de CPAP não possuem filtros eficazes contra partículas transportadas pelo ar, como vírus e bactérias. Portanto, se estiver doente, é aconselhável adiar o uso do CPAP até a recuperação para evitar o risco de contagiar outras pessoas.





Desafios e soluções diante dos principais sintomas gripais:


· Congestão Nasal: Use descongestionantes nasais antes de dormir para aliviar temporariamente a congestão nasal. Consulte seu médico para tomar essa decisão de forma eficiente.

· Tosse e Irritação na Garganta: Opte por um umidificador integrado ao CPAP ou utilize um umidificador independente para reduzir a irritação na garganta.


· Muco Excessivo: Mantenha o equipamento do CPAP limpo e realize a limpeza regular do tubo para evitar obstruções causadas pelo muco excessivo.


Como usar o CPAP durante um resfriado:


· Consulte seu médico ou especialista do sono: Antes de continuar usando o CPAP enquanto estiver gripado, consulte seu médico para orientações específicas e ajustes necessários nas configurações do CPAP.

· Adquira um umidificador aquecido: Mantenha as vias aéreas úmidas com um umidificador aquecido para facilitar a respiração durante o resfriado, reduzindo congestionamento e acumulo de muco.

· Cuide da mucosa nasal irritada: Consulte seu médico se estiver com a mucosa nasal irritada.

· Cuidados com a máscara durante a doença: Lave a máscara diariamente com um limpador antibacteriano, garantindo que esteja completamente seca antes de reutilizá-la. Se sentir desconforto, considere fazer uma pausa no uso do CPAP até se sentir melhor.

· Substitua o filtro sujo: Troque o filtro sujo para manter a eficiência da máquina e evitar infecções.


Em resumo, o uso do CPAP durante um resfriado depende das circunstâncias individuais. Embora algumas medidas possam ser tomadas para melhorar o conforto, é fundamental priorizar o bem-estar do paciente. Em casos de dúvida ou desconforto significativo, é recomendável buscar a orientação de um profissional de saúde para avaliação e ajuste adequado do tratamento.

71 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page